CLOSTRIDIOSES: FIQUE ATENTO AO CALENDÁRIO VACINAL DO SEU REBANHO.

22/05/20 CLOSTRIDIOSES: FIQUE ATENTO AO CALENDÁRIO VACINAL DO SEU REBANHO.

Acostumado a realizar o manejo vacinal contra clostridioses junto ao calendário nacional de vacinação de febre aftosa, o pecuarista agora precisa se preparar e readequar o manejo sanitário do seu rebanho. Isso porque alguns Estados brasileiros já anteciparam a suspensão da vacinação contra a febre aftosa. Além disso, em decorrência do novo coronavírus, ocorreram algumas mudanças em relação aos períodos nos Estados que ainda adotam o protocolo vacinal contra a Febre Aftosa.

Estados como Ceará, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Maranhão e Sergipe realizarão a campanha apenas no mês de junho, enquanto que outros estados já o realizaram nos meses de março, abril e maio, estendendo o prazo até junho.

Apesar das mudanças nas datas ou de não haver mais a necessidade de vacinar o gado contra a febre aftosa em algumas regiões, a vacinação contra as clostridioses não pode parar. Por isso, é fundamental que o produtor anote no calendário da fazenda, e também readeque o período em que realizará a vacinação contra as clostridioses.

As clostridioses estão entre as principais doenças que afetam o rebanho bovino brasileiro, causando grandes prejuízos econômicos ao setor produtivo devido à alta taxa de mortalidade dos animais e ocorrência de surtos.

As clostridioses podem ser causadas por uma grande variedade de clostrídios. Essas bactérias fazem parte da microbiota intestinal dos animais, tornando praticamente impossível a sua erradicação do ambiente. Além disso as bactérias podem sobreviver por longos períodos no meio ambiente, pois assumem a forma esporulada, e isto as torna altamente resistentes às variações climáticas e desinfetantes comuns.

A presença constante da bactéria no ambiente, associada à sua alta resistência, são uma ameaça contínua aos bovinos, que podem ser facilmente infectados através do contato direto com as bactérias circulantes e presentes em carcaças/ossos ou por meio da ingestão de água e alimentos contaminados. Diante desse cenário, o pecuarista precisa se atentar aos cuidados para evitar a doença em sua propriedade.

Qual a melhor forma de prevenir as clostridioses no rebanho?

Vacinar o rebanho é a medida mais eficaz na prevenção das clostridioses. Realizar um bom programa vacinal é fundamental para aumentar a proteção dos animais frente aos desafios e diminuir a carga bacteriana do ambiente.

Como as clostridioses podem ser causadas por uma grande variedade de clostrídios, a escolha da vacina é peça-chave no sucesso da imunização dos animais. A vacina de eleição deve abranger o maior número de clostrídios em sua composição, a fim de promover ampla proteção contra as principais doenças do grupo que afetam os bovinos, dentre as quais podemos citar o carbúnculo sintomático (“manqueira”), o tétano, o botulismo e as enterotoxemias.

Recomenda-se que a vacinação contra as clostridioses seja realizada ao menos uma vez ao ano em todo o rebanho de todas as categorias, de “mamando a caducando”, independentemente da campanha contra a aftosa. Em bezerros e animais nunca antes vacinados, são recomendadas duas doses iniciais (com intervalo de 30 dias entre elas) e reforços anuais, promovendo assim uma proteção mais efetiva e duradoura.

Apesar de não serem doenças de vacinação obrigatória, a imunização dos animais contra clostridioses é a melhor forma de evitar suas consequências, prejuízos econômicos e mortes em sua propriedade.

Produtor, a vacinação contra as clostridioses não pode parar. Vacine seus animais contra as clostridioses e proteja a saúde do maior patrimônio de sua fazenda, seus animais!

 

 

Compartilhar
Tosse dos Canis - O que é e como prevenir
11/Mar

Tosse dos Canis - O que é e como prevenir

Antes de falarmos sobre a Tosse dos Canis, vale a pena alertar: Nem toda tosse é Traqueobronquite Infecciosa. Existem outros problemas como Insuficiência Cardíaca, Colapso de Traqueia, Obstrução por Corpo Estranho que...
Saiba mais
Compartilhar
Vacinas para gatos
11/Mar

Vacinas para gatos

Os primeiros meses de vida de um animal estão entre os momentos mais críticos quando falamos sobre doenças. É nesse período que os filhotes se encontram diante de desafios, mudança de ambiente, mudança de...
Saiba mais
Compartilhar
Travessa Dalva de Oliveira, 237 • Londrina - PR
Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC)
Ligue 0800 400 7997 ou envie uma mensagem